quinta-feira , 23 de novembro de 2017
Últimos Posts
Capa / Categoria Padrão / 4 dicas importantes para implementar uma rede VOIP
4 dicas importantes para implementar uma rede VOIP
Dicas para implementar rede VOIP

4 dicas importantes para implementar uma rede VOIP

Siga essas dicas e implemente uma rede VOIP em sua empresa.

Projetos de implantação de rede VOIP, além de garantir economia nas contas das empresas por diminuir os gastos com telefonia, ganham cada vez mais força por conta da versatilidade e integração com a rede IP, todavia, para que se tenha uma rede VOIP de qualidade é preciso seguir algumas dicas conforme abaixo:

    • Rede MPLS – Se você possui uma empresa e deseja garantir a melhor qualidade de voz e funcionalidade perfeita de sua rede voip, contrate uma rede MPLS para a sua empresa. Lembre-se de que não é possível aplicar QoS na rede Internet, portanto, a única forma de garantir a qualidade da voz fim-a-fim usando uma rede IP é através de uma rede MPLS. As principais operadoras (Embratel, Oi, Telefônica/VIVO e GVT possuem esta rede em seu portifólio);
    • Protocolo de voz – O protocolo a ser escolhido depende, principalmente, da interoperabilidade da sua rede. Os principais protocolos são:
      • H.323 – É uma recomendação do ITU-T que define padrões para comunicação multimídia através de redes que não oferecem Qualidade de Serviço (QoS) garantida, como é o caso das redes do tipo LAN, IP e Internet.
      • SIP – O protocolo SIP, definido através da recomendação RFC 2543 do IETF, estabelece o padrão de sinalização e controle para chamadas entre terminais que não utilizam o padrão H.323, e possui os seus próprios mecanismos de segurança e confiabilidade. Atualmente é o protocolo mais usado no mundo.
      • MGCP – Trata-se de um protocolo proposto pelo grupo de trabalho IETF (Internet Engineer Task Force) para integração da arquitetura SS#7 em redes VOIP. Embora o SS#7 se encontre presente na telefonia tradicional, o MGCP trabalha com a rede IP e com outras redes mais antigas como Frame Relay e ATM.
      • I-AX – AX é um acrônimo para Inter Asterisk eXchange, protocolo usado pelo Asterisk VoIP PBX alternativo ao SIP, H.323, para conectar a outros dispositivos que suportam IAX (uma lista limitada no momento, mas com rápido crescimento).  Atualmente está na versão 2. O Asterisk suporta tanto o IAX quanto o IAX 2.
  • Codec de voz – o codec de voz que você escolherá depende, basicamente do nível de qualidade que você deseja possuir, bem como se deseja utilizar o canal de voz para transferir dados, como por exemplo, fax. São eles:
    • G.711 – Possui uma qualidade excelente, utiliza em média 64 kb/s de banda e não sofre compressão. É a opção utilizada para utilização de fax ou conexão discada.
    • G.723 – Possui uma boa qualidade, utiliza em média 32 kb/s de banda e sofre compressão.
    • G.729 – A qualidade de voz desse codec depende bastante do QoS aplicado, utiliza em média 16 kb/s e sofre compressão. É um dos codecs preferidos pelo baixo consumo de banda.
  • QoS – Uma rede voip sem aplicação de QoS, não terá uma qualidade igual à telefonia convencional. Alguns critérios levados em conta para se aplicar QoS numa rede VOIP:
    • Atraso – O recomendado é que a latência máxima para o tráfego de pacotes VOIP seja de no máximo 300 ms;
    • Jitter – Trata-se da diferença de atraso entre os pacotes de VOIP. Quando você tem uma latência alta num link que passa VOIP, você perceberá um delay durante uma conversa, todavia a comunicação será perfeitamente audível, contudo, quando temos problemas de jitter numa comunicação VOIP, o som torna-se inaldível, pois os pacotes de VOIP chegaram embaralhados;
    • Fragmentação – a fragmentação tem como objetivo dividir os pacotes de voz em tamanhos menores pois isso fará com que os pacotes sejam tráfegados com maior rapidez através das redes.
    • Priorização – A priorização do tráfego VOIP é fundamental! Todos os itens acima citados são resolvidos quando aplicamos a priorização correta em uma rede MPLS, por exemplo. Por padrão, a marcação do tráfego de voz sobre IP é o “EF – Expedited Forwarding” que simplesmente é a classe mais importante do DSCP;
  • Regras de QoS das operadoras – Quando você contrata uma rede MPLS com uma operadora e optar por utilizar QoS na mesma tem que ficar atento às seguintes regras gerais:
    • A banda reservada para tráfego de dados real-time (voz é vídeo) não podem ser superiores à 50% da banda total do link. Ou seja, se no seu projeto de rede VOIP você identifica que utilizará 1 Mb/s, você terá que contratar um link de, pelo menos, 2 Mb/s;
    • Os dados de voz são marcados como EF, todavia, os dados de sinalização do VOIP (RTP por exemplo) são marcados como CSx;
    • A banda calculada para cada canal de voz deve ser igual à banda nominal do codec utilizado mais um overhead de 20% para sinalização, no caso do g.711, por exemplo, apesar de possuir uma demanda de 64 kb/s, seria necessário reservar pelo menos 78 kb/s por canal;

Se você precisa de ajuda para implementar uma rede VOIP em sua empresa ou aplicar QoS em sua rede MPLS, em contato conosco e solicite uma consultoria.

Siga essas dicas e implemente uma rede VOIP em sua empresa. Projetos de implantação de rede VOIP, além de garantir economia nas contas das empresas por diminuir os gastos com telefonia, ganham cada vez mais força por conta da versatilidade e integração com a rede IP, todavia, para que se tenha uma rede VOIP de qualidade é preciso seguir algumas dicas conforme abaixo: Rede MPLS - Se você possui uma empresa e deseja garantir a melhor qualidade de voz e funcionalidade perfeita de sua rede voip, contrate uma rede MPLS para a sua empresa. Lembre-se de que não é…

Review Overview

Score

Avalie

User Rating: Be the first one !
96

Sobre Lino Neto

Lino Neto
Bacharel em Sistemas de Informação pela Maurício de Nassau e com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Trabalhou por 11 anos na Oi e na Embratel atuando como analista de qualidade, coordenador de qualidade, gerente de Assistência Técnica e, por fim, como gerente de operações de dados na Oi. Atualmente trabalha no grupo João Santos como analista sênior de TI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>