quarta-feira , 22 de novembro de 2017
Últimos Posts
Capa / Principal / Dicas / Deep Web – O lado sombrio da Internet
Deep Web – O lado sombrio da Internet

Deep Web – O lado sombrio da Internet

Deep Web – O lado sombrio da Internet

A Deep Web ou Internet Profunda, também conhecida como Deepnet, Web oculta, Web Invisível ou Undernet, é um conjunto de conteúdos da internet que não são indexados pelos mecanismos de buscas padrões que conhecemos, como o Google, Yahoo, Bing, etc.

A ideia surgiu de forma anônima na China, onde a proposta seria navegar em sites em que o governo, através de seu provedor, bloqueia a entrada no país. Uma forma de fugir dos bloqueios e das censuras do governo chinês, utilizaram um software de Proxy, chamado de TOR, um serviço de rede que promete oferecer privacidade e anonimato aos usuários, pois esconde a origem do acesso a um site na internet.

A expressão Deep Web não quer dizer que estamos navegando por sites sombrios, mas sim para enfatizar o fato de que a internet é extremamente maior do que se pensa, está além do que os buscadores padrões são capazes de descobrir. Estes buscadores tem limitações técnicas, eles só podem indexar páginas estáticas, não conseguindo ir buscar conteúdos nas bases de dados porque não foram concebidos para isso, por esta razão, deram-lhe o nome de Deep Web.

Segundo os estudos realizados pela Universidade da Califórnia, em Berkeley nos EUA, o acesso convencional à internet, chamada Surface web (superfície da internet), representa aproximadamente 10% de todo o conteúdo web global, um número impressionantemente baixo.

Para acessar a Deep Web, é necessário utilizar o software TOR, que nada mais é que um canal de acesso a internet de forma anônima e criptografada. Mas se por um lado a rede TOR ajuda a manter a privacidade de usuários bem intencionados, como jornalistas (protegendo suas fontes), ativistas ou quem não deseja que seus rastros sejam capturados na internet, ela pode também ser utilizada para esconder atividades ilícitas, virando uma terra sem lei, podendo encontrar conteúdo sobre Pedofilia, assassinatos, necrofilia, esquartejamento, mutilação, satanismo, sequestro, prostituição infantil, tráfego humano, órgãos, drogas entorpecentes, armamentos, dados bancários e muito além do que a imaginação puder levar, destes crimes. Apenas pouco mais de 31% que a polícia internacional (INTERPOL) sabe dizer que foram obtidos sucesso para encontrar os criminosos e, até os hacker Anonymous ajudaram a prender um dos maiores sites de pedofilia da rede TOR.

deepweb

O conteúdo da Deep Web é normalmente hospedado em computadores de voluntários e como já falamos acima, não está indexada pelos grandes mecanismos de busca, assim, para acessar uma dessas páginas, você vai precisar saber exatamente qual o endereço do site. Existem alguns catálogos de endereços montados por usuários.

Segundo o delegado Marcínio Tavares Neto, O Brasil ainda não tem infraestrutura suficiente para rastrear os criminosos na Deep Web. Um das técnicas utilizadas pela Divisão de Crimes Cibernéticos é se infiltrar nos fóruns e disponibilizar arquivos com conteúdo ilegal – pedofilia, por exemplo – com dispositivos ocultos que permitem aos agentes identificar o usuário assim que ele faz o download do material.

Este post é de caráter informativo, aconselhamos fortemente que não utilize essas informações para realizar atos ilícitos!!!

Deep Web - O lado sombrio da Internet A Deep Web ou Internet Profunda, também conhecida como Deepnet, Web oculta, Web Invisível ou Undernet, é um conjunto de conteúdos da internet que não são indexados pelos mecanismos de buscas padrões que conhecemos, como o Google, Yahoo, Bing, etc. A ideia surgiu de forma anônima na China, onde a proposta seria navegar em sites em que o governo, através de seu provedor, bloqueia a entrada no país. Uma forma de fugir dos bloqueios e das censuras do governo chinês, utilizaram um software de Proxy, chamado de TOR, um serviço de…

Review Overview

Score

Avalie

User Rating: Be the first one !
98

Sobre Alan Oliveira

Alan Oliveira
Bacharel em Sistemas de Informação, com Pós Graduação em Segurança de Redes e Sistemas. Trabalho como Analista de Suporte há 8 anos. Certificação Itil, LPIC-3, ISO/IEC 27002, ISO/IEC 20000, CompTIA Security+ e RHCE (Red Hat Certified Engineer).

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>