quinta-feira , 25 de maio de 2017
Últimos Posts
Capa / Principal / QoS (Quality of Service) – Definições básicas
  • LPI

    Simulados gratuitos para prova de certificação LPI

  • CCNA

    Simulados gratuitos para prova de certificação CCNA

  • COBIT

    Simulados gratuitos para prova de certificação COBIT

  • ITIL V3

    Simulados gratuitos para prova de certificação ITIL V3

QoS (Quality of Service) – Definições básicas

QoS, Quality of Service em inglês, qualidade de serviço em português, trata-se de uma metodologia ampla e altamente eficaz para administradores de rede que procuram garantir a melhor performance das aplicações prioritárias de sua empresa.

A ideia desse artigo é explicar de forma objetiva e lúdica como funciona, quais características, regras e metodologia do QoS que pode e deve ser aplicado em links privados e até mesmo em uma rede local de uma empresa.

Primeiramente precisamos entender como funciona um link de dados, por exemplo, um link MPLS.
Bassicamente, o circuito possui uma banda definida que trafega dados sem destinção nenhuma. Para melhorar o entendimento, imaginem que estrada abaixo é um link de dados, a largura da estrada é a velocidade do circuito, e os carros, caminhões e ônibus são os dados que passam por esta circuito.

Animação: QoS - Circuito normal

Animação que representa um circuito normal sem QoS.

Agora vamos supor que o departamento de trânsito responsável por esta via determina que umas das faixas será exclusiva para tráfego de viaturas políciais. Veja na animação abaixo que a viatura policial não enfrentará o congestionamento e chegará ao seu destino de forma muito mais rápida.

QoS-Faixa exclusiva

Animação: QoS – Faixa exclusiva para viaturas policias.

É exatamente isto que ocorre quando é aplicado um QoS em um circuito de dados privado. A faixa exclusiva é chamada de classe a viatura representa um determinado tipo de tráfego que foi priorizado previamente.

Agora que entendemos qual o princípio do QoS, vamos à definição de CoS:

  • Classe de serviço ( CoS – Class of Service)

É uma forma de agrupar diversas aplicações com características comuns, permitindo o tratamento diferenciado em relação a outras classes de serviço (ou grupo de aplicações). Como vários serviços podem ser oferecidos e utilizados simultaneamente, concorrendo assim pelos recursos da rede, temos que garantir, para cada tipo ou classe de serviço, o nível de serviço adequado ao seu funcionamento.A identificação de diversos fluxos de dados com a mesma característica facilita a construção de políticas específicas para tratamento daquele tráfego de forma individualizada em cada classe de serviço, indepedentemente de sua origem ou do seu destino. Qualidade de serviço é, portanto, o tratamento diferenciado do tráfego reunido em classes de serviço, com o objetivo de garantir o nível de serviço adequado a cada aplicação.Para que uma aplicação tenha desempenho consistente e previsível é necessário observar os requisitos de througput, atraso, jitter e perda de pacotes da mesma.

Fique ligado!! QoS, VPN, Cloud Computing e VPS, são conhecimentos essenciais para um administrador de rede.

QoS, Quality of Service em inglês, qualidade de serviço em português, trata-se de uma metodologia ampla e altamente eficaz para administradores de rede que procuram garantir a melhor performance das aplicações prioritárias de sua empresa. A ideia desse artigo é explicar de forma objetiva e lúdica como funciona, quais características, regras e metodologia do QoS que pode e deve ser aplicado em links privados e até mesmo em uma rede local de uma empresa. Primeiramente precisamos entender como funciona um link de dados, por exemplo, um link MPLS. Bassicamente, o circuito possui uma banda definida que trafega dados sem destinção…

Review Overview

Score

Avalie

User Rating: 4.85 ( 1 votes)
100

Sobre Lino Neto

Lino Neto
Bacharel em Sistemas de Informação pela Maurício de Nassau e com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Trabalhou por 11 anos na Oi e na Embratel atuando como analista de qualidade, coordenador de qualidade, gerente de Assistência Técnica e, por fim, como gerente de operações de dados na Oi. Atualmente trabalha no grupo João Santos como analista sênior de TI.

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>